terça-feira, 2 de agosto de 2011

O meu iate


O meu iate é maior que o teu
Eu sou o maior da minha rua
Ninguém é mais rico do que eu
Minha mansão é maior qu’a tua

Sou dono da dívida soberana
Desse teu pequeníssimo país
Sim é uma situação desumana
Mas dançam como sempre quis

Eu sou o dono da orquestra
Sou o dono do piano de cauda
Maestro faz parte da equipagem

Tudo isto constitui a trave mestra
Dum sistema que não me defrauda
Onde todos me prestam vassalagem.

2 comentários:

Maria João Brito de Sousa disse...

:)

Concordo que muita gente
É só com isso que sonha...
Tudo o mais lhe é indiferente
E amar demais... envergonha...

Alguns, porém, saberão
Desde o início da vida
Como tudo isso é vão,
Como é só "tara perdida"...

Todos nós somos diferentes
E, todos nós... tão iguais
Que às vezes nem distinguimos

Quais de nós mais pertinentes...
Somos, porém, animais
A sorrir... se o decidimos!

Enorme abraço, amigo!

valquiria silveira disse...

Nesta vida conheci muitos amigos,mas esse blog realmente é um Sonho De Deus. Pois tem me dado amigos especiais. Amigo não é uma definição escrita ou falada,mas é o carinho o mimo de cada um sem dar,pedir nada. Obrigado pelos mimos,agradeço pelo carinho com o Sonhos De Deus. Gostaria muito de ti ver no feita poesia que é um pouco de mim se gostar me segue e comenta vou ficar muito feliz e vai me dar muito animo esta dificil não conseguir interagir com quem aprendi a amar a cada dia o feita poesia vai me colocar perto de vc ...Uma linda semana iluminada fica com papai do céu ! http://soueufeitapoesia.blogspot.com/